Crie um novo caminho em direção aos seus objetivos (e de sua equipe) – Série “O Novo Líder” (7)

No comments

Para você, quais são os pilares fundamentais para alcançar objetivos?

Esse é o tema de hoje na série “O Novo Líder” e vou abordar aqui alguns aspectos que trago em meu e-book “Saia do Piloto Automático – crie um novo caminho em direção aos seus objetivos”.

Ao longo do e-book, falo de três pilares que considero fundamentais para alcançar objetivos, com um viés de planejamento estratégico pessoal e de transformação. O Novo Líder é alguém que passa por intensas transformações, e considerar esses três pilares poderá potencializar seu autoconhecimento e desenvolvimento. Então, vamos lá!?

Vou falar agora um pouco sobre cada ponto e quem quiser ler e refletir com calma e na integra, é só clicar para baixar o e-book gratuito: CLIQUE AQUI!

1º Pilar – PLANEJAMENTO: planejar é um hábito a ser desenvolvido. Não se planeja uma vez e acabou. Claro que no início de um projeto, o tempo investido em planejamento naturalmente é maior. Ao planejar, você pode seguir com cinco passos principais que descrevo um pouco abaixo. E você como líder, pode fazer essas perguntas para si mesmo e também junto à sua equipe: 

1. Análise da situação atual: qual é a realidade hoje, com relação aos projetos e à área?

2. Estabelecimento da visão de futuro: onde quero / queremos chegar? O que quero / queremos que seja diferente em 1, 3 e 5 anos?

3. Prioridades: quais são as prioridades, por que e como nos dedicaremos a elas? 

4. Definição de objetivos: quais são os objetivos? Lembre-se de estabelecer objetivos SMART (específicos, mensuráveis, relevantes, alcançáveis e com prazo definido). Eles precisam ser claros para todos.

5. Passos Assertivos: que passos precisam ser dados? Desdobre as ações em passos simples e realizáveis. 

Como você se avalia nesse pilar? De 0 a 10, que nota você dá para seu planejamento? Por quê?

2º Pilar – GESTÃO PESSOAL PARA A EXECUÇÃO: o ponto aqui é conseguir criar a melhor estrutura interna e externa que favoreça caminhar para a realização dos objetivos. Muitas pessoas enfrentam desafios intensos neste sentido. Do sonho à realidade, muita coisa pode acontecer, e saber lidar ao longo do caminho, fará toda diferença. Neste pilar, falo de quatro aspectos:

1. Organização: a organização é fator essencial para uma boa execução. É preciso parar para se organizar, estabelecer métodos, processos, ferramentas e garantir que as coisas caminhem bem. Se a falta de organização pessoal já é um grande vilão de projetos, a falta de organização como equipe ainda mais. Deixo aqui as perguntas: como você pode se organizar melhor? Quais são recursos e ferramentas que permitem melhor fluxo de trabalho? Como melhorar a organização da equipe? Que processos precisam ser estabelecidos? 

2. Encarar os vilões: sempre que temos objetivos a alcançar, surgem obstáculos, dificuldades. Ter a consciência de que isso é natural e que ao mesmo tempo podemos agir, é fundamental. Perguntas a se fazer quando não está avançando: o que está me / nos atrapalhando? Como superar isso? 

3. Gestão de tempo e energia: temos um tempo delimitado para realizar alguns projetos e a nossa energia e disposição também tem limites. Parar para observar em que momentos somos mais produtivos, ou que momentos são mais adequados para fazer atividades mais simples e atividades mais complexas ajuda na realização. Sempre que puder, faça essas escolhas. E em momentos em que sentir que não está avançando, pare para pensar que passos simples pode dar, qual a consequência de fazer ou de não fazer algo, por exemplo, e também se questione como pode se energizar para dar os passos que precisa. 

4. Influências Pessoais: os conteúdos que acessamos e as pessoas com quem convivemos influenciam em como vamos caminhar em direção aos objetivos. Como criar na equipe um ambiente mais propício de conteúdo e relacionamentos que levarão a resultados mais positivos? 

Fechando esse pilar, como você se avalia em sua gestão pessoal? Que ponto precisa cuidar mais? 

3º Pilar – RENOVAÇÃO: sem renovação é impossível alcançar objetivos. Quando planejamos, temos uma quantidade limitada de informações. No caminho, surgem novidades, e adaptações são necessárias. Além disso, nosso mundo interno pode oscilar e mudar…Precisamos renovar:

1. O próprio plano: A ideia que proponho é a de ter um plano anual, atualizá-lo todos os meses, para executar de forma mais clara nos dias e semanas que se completam. Por isso falo de hábito e que planejamento é dinâmico. Às vezes será preciso mudar aqueles cinco passos iniciais que foram definidos antes.

2. A mentalidade: precisamos revisar nossa forma de pensar, pois dessa forma nos abrimos a novas formas de se ver e de ver o mundo. O que pode ser divisor de águas na própria transformação e alcance dos objetivos. Você já deve ter ouvido falar em crenças produtivas (que nos ajudam a alcançar os objetivos) e crenças limitantes (que nos atrapalham). Ter consciência delas é um passo importante para transformá-las.

3. As competências: cada ocupação requer conhecimentos, habilidades e atitudes diferentes. Para o que você faz hoje, o que precisa desenvolver? Nesse ponto, também é importante reconhecer seus pontos fortes para direcionar ações. 

4. Cuidado Pessoal: não somos robôs. Todos os dias precisamos dar passos em direção ao nosso cuidado como pessoa e prezar pelo bem-estar físico e mental. Alguns hábitos como cuidar do sono, alimentação, saúde mental, exercício físico, atividades de lazer, fazem parte disso. 

5. Propósito e Valores: muitas vezes a falta de clareza sobre esses pontos faz as coisas perderem o sentido. Por isso, sempre renovar o por que e pra que fazer determinado projeto, ajuda no foco e motivação. 

Pra se renovar, é necessário tempo de reflexão. Como você tem se renovado no caminho? 

Para finalizar, considerando todos esses pontos, como líder, que mudanças poderia fazer para alcançar novos resultados com o time? Desejo sucesso e muita transformação!

Patrícia SchuindtCrie um novo caminho em direção aos seus objetivos (e de sua equipe) – Série “O Novo Líder” (7)
Ler mais

Como realizar o que imaginou para 2017?

No comments

Esse texto é para você que, na passagem de ano, imaginou muitas coisas que gostaria de realizar em 2017. Mas, ao mesmo tempo, sabe que colocar em prática e tornar tudo isso realidade, é um grande desafio…

Separei 7 palavras que te ajudarão nessa caminhada:

1) Decida: o que você realmente quer priorizar para que aconteça este ano? Muitas coisas passam pela nossa mente, tocam nossas emoções, nos energizam. Isso é muito bom! Mas há um momento de escolha. Há um momento de se responsabilizar pelo que você quer que aconteça. E isso envolve a decisão consciente de dizer para você mesmo – vou dedicar meus esforços e atenção nisso. E então, o que você decide hoje colocar efetivamente em prática em 2017? Pense em sua vida pessoal e profissional.

2) Escreva: anote o que pensou. É tão simples, mas tão simples fazer isso, e pode fazer uma enorme diferença para que as coisas aconteçam, por dois motivos: primeiro, pois quando você anota, reforça seus pensamentos e deixa mais claro o que de fato você decidiu, em meio a tantas ideias. Segundo, ter as anotações, facilitará os demais passos – execução, acompanhamento e, por fim, checagem dos avanços. Não sobrecarregue sua memória, nem engane a si mesmo dizendo que vai lembrar de tudo…Para isso, escolha a melhor ferramenta e local – papel, aplicativos, computador.

3) Planeje: e faça isso do jeito mais simples para você. A ideia básica aqui é: ok, eu quero realizar isso em 2017, então, o que preciso fazer? Depois de pensar nessa pergunta, seja muito prático e transforme em metas menores, pequenos passos até chegar ao objetivo maior. E lembre-se de se perguntar sempre: QUANDO farei isso? Um erro comum é não conciliar de forma prática seus planos com sua rotina. Algo que pode ajudar, é ter uma lista de tarefas diárias e semanais, e olhar com frequência para ela, além da possibilidade de usar alertas para se lembrar de algumas atividades específicas (qualquer celular tem algum recurso que pode te ajudar nisso).

4) Assuma: o que pode te atrapalhar? Assumir possíveis dificuldades, internas e externas, pode te ajudar a criar formas de driblá-las. Seja honesto com você. Ser otimista e positivo é excelente, mas é diferente de ser negligente e fantasioso. Seja realista em sua análise e confiante no que pode fazer. A ideia é contornar situações e chegar ao seu objetivo.

5) Fale: converse com pessoas que possam te ajudar. Sejam profissionais de áreas específicas, amigos ou família. Pessoas de sua confiança, com quem possa contar. Não é o objetivo aqui criar uma dependência, ou deixar sua responsabilidade com outras pessoas, mas sim ter apoio e suporte. Isso pode facilitar seus avanços.

6) Reconheça: com o passar do tempo, você terá realizado algumas coisas e outras não. Com frequência, pense sobre isso. Reconheça o que você fez e pratique a gratidão e o olhar positivo sobre si. Reconheça o que você não fez e se reorganize para fazer. É incrível o efeito que isso pode fazer.

7) Reflita: o principal vilão que vejo atrapalhar a execução de planos, é o piloto automático. Em sua rotina, há um grande risco de você se distanciar de tudo que imaginou que gostaria de realizar em 2017. Então, saia sempre do piloto automático e pense sobre os 6 passos anteriores de forma dinâmica.

Por fim, de modo mais macro, lembre-se sempre de agir com SABEDORIA para aproveitar o tempo, fazer escolhas e agir. Tenha disposição em APRENDER como colocar em prática o que valoriza e que é importante para você. Desejo sucesso em seus planos em 2017! E que ao final dele, sinta-se realizado por quem se tornou e o que conseguiu colocar em prática.

Patrícia SchuindtComo realizar o que imaginou para 2017?
Ler mais

Planejamento e organização – qual é a sua melhor forma de fazer?

No comments

A semana está começando e um bom exercício diário é pensar quais são as nossas prioridades. O que é importante que seja realizado? E lembrar disso todos os dias – direcionar nossa atenção e ações. Planejar e organizar são importantes pilares para a realização.

Já testei várias formas de me planejar e, atualmente, o que gosto de fazer é ter um planejamento semanal (escrito), com acompanhamento e revisões diárias. Coloco meus projetos e atividades no papel e na agenda (com notificações), coloco todos os compromissos com hora marcada. A partir disso, faço revisões e ajustes. Flexibilidade e dinâmica são importantes para caminhar com nossos planos, ao mesmo tempo que ter foco e disciplina – paradoxal?!

Muitas pessoas, comentam que não gostam de ter obrigações e tudo muito definido, estruturado. Cada um tem seu jeito e forma de se organizar e se planejar! Eu só não encontrei ainda alguém que conseguisse se sentir realizado, tranquilo e produtivo, sem o mínimo de organização e planejamento. Pelo contrário – quanto menos planejamento e organização, maior o desespero, sentimento de angústia, medo de perder prazos, culpa por realmente ter falhado com compromissos importantes, pouco sentimento de satisfação e realização…então, a pergunta que deixo é: cada um tem sua forma de estabelecer prioridades, planejar e se organizar – qual é a sua melhor forma?

Uma boa maneira de descobrir é pensar nos próprios padrões e testar novas ações pra ver o que funciona melhor. E ir mudando até encontrar seu jeito e formar um hábito produtivo e satisfatório (que pode sempre ser renovado…). O que acontece muitas vezes é que algumas pessoas aprendem métodos rígidos que deram certo para algumas pessoas, mas quando começam a aplicar, nas primeiras tentativas, pela dificuldade, desistem e ficam frustradas.

Os métodos e dicas, neste sentido, servem como direção, insights, mas você pode criar algo a partir disso, que seja coerente com seu jeito de ser. E, claro, desistir de encontrar formas mais produtivas de agir, não é nem de longe a melhor escolha. Se você persistir, verá que vai melhorar, mesmo que aos poucos. Falando em dicas e métodos, compartilho com você algo simples, que vejo ser bem útil – pensar: quais são minhas prioridades? E usar algumas perguntas do método 5W2H:

O que – objetivo, meta
Por que – motivo, benefício
Quem – responsável, equipe
Quanto – custo, quantidade
Como – atividades, processo
Quando – data, cronograma
Onde – local, departamento

Patrícia SchuindtPlanejamento e organização – qual é a sua melhor forma de fazer?
Ler mais

Ter objetivo – planejar – checar

No comments

Tão importante quanto ter objetivos e planejar, é checar o andamento das ações estabelecidas. Essa imagem é bem expressiva e talvez um pouco exagerada quando fala “um pequeno desvio, quilômetros de distância de seu objetivo” (rs) Mas, a mensagem é bem importante em seu sentido.

Checar o andamento do plano é ajustar pequenos desvios que podem ocorrer por diferentes motivos. É muito comum se perder no caminho quando não há reflexão frequente com base no que foi decidido.

Tenha sempre o seu tempo de reflexão e análise.

Se ocorrerem mudanças na rota, que sejam decisões conscientes e não como muitas vezes ocorre: “Quando vi, estava vivendo de forma totalmente diferente do que tinha sonhado” ou “todas as coisas importantes que decidi para esse ano se perderam no meio do caminho, pela correria”.

Então, hoje é sexta-feira! Antes de descansar, que tal olhar o que planejou para sua vida esta semana e analisar:

O que consegui realizar?
O que preciso fazer na próxima semana?
O que me atrapalhou?
Quais estratégias preciso usar para conseguir lidar melhor na próxima semana?

Farei isso agora também.

Ótimo final de semana!
Link original da foto (página da Geração de valor): https://www.facebook.com/GeracaodeValor/photos/a.128321133914176.33759.112820708797552/993835137362767/?type=3&theater

 

Patrícia SchuindtTer objetivo – planejar – checar
Ler mais

Os 3 pilares para a realização.

No comments

O sol nasce, se vai, a lua vem, você dorme e acorda de novo, com a sensação de que tudo está passando rápido e que não faz o que realmente gostaria ou precisa fazer? Pra onde você está indo? O que você quer alcançar? Como você se planeja e organiza? Quais são as suas dificuldades para fazer a gestão do tempo? Como está sua energia física e mental na maior parte do tempo? 

Essas são algumas perguntas importantes relacionadas aos três pilares fundamentais para alcançar a realização. Veja quais são e reflita sobre eles: 

1) Primeiro pilar: autoconhecimento. Para onde você quer ir? Quais são seus objetivos, propósitos, valores, missão? Qual é a sua identidade, ou seja, quem é você? Suas qualidades, potencial, personalidade? Busque clareza quanto a esses aspectos e mantenha em mente para que sejam a grande base para suas ações. Deixe que as questões importantes para você viver o seu melhor tomem a maior parte do tempo de sua vida. Fazendo isso também fica claro quando e para quê dizer “sim” e para quê dizer “não”. É aqui que você poderá definir suas prioridades.

“Se não decides tuas prioridades e quanto tempo dedicarás a elas, alguém decidirá por ti” Harvey Mackay

2) Um outro aspecto fundamental do Ciclo da Realização é o segundo pilar: Planejamento, Organização e Execução. Aqui o foco é sair das ideias e ir para a prática. O que você já faz que funciona bem e o que precisa mudar? Como você se organiza? Como se planeja? Como é a execução dos planos? O que precisa mudar? busque dicas de especialistas e aplique novas técnicas, sempre consciente de “pra onde quer ir” versus “O que estou fazendo hoje para chegar lá”. Um bom passo é separar um tempo para fazer isso. Tanto para criar o planejamento e se organizar, quanto para checar o que foi feito, reajustar, traçar novas metas. Coloque em sua rotina. Saia da inércia! Esse é um desafio para muitas pessoas. Mas, se não deu certo algo, tente mais vezes ou tente outra estratégia…até você encontrar o SEU jeito ideal de se organizar e planejar. Existem muitas metodologias e técnicas, use o melhor de cada uma pra você. A única que coisa que não pode é desistir (rs) Persista em seus propósitos. 

3) E o terceiro pilar: Cuidado pessoal. Você precisa cuidar de você mesmo para manter uma boa energia física e mental, para conseguir de fato realizar tudo isso na prática. Quais são os hábitos que te fazem bem? Que atitudes precisa tomar para cuidar melhor de você? Como alimentar a sua mente de coisas positivas? Como você pode cuidar de sua saúde?

Conhecer estes aspectos e se autoanalisar, bem como implantar mudanças, é fundamental para realmente sentir-se realizado. Ao mesmo tempo, isso é um processo, que requer dedicação, ações práticas e adaptações diárias.

Dica: Lembre-se também sempre de olhar o presente com perspectiva futura (o que quero ter alcançado daqui 1 dia, 1 mês, 1 ano, 10 anos? E o que preciso fazer hoje para conseguir isso?) – tenha seus objetivos sempre claros e desdobre em metas menores realizáveis (como chegar ao topo da escada através de cada degrau).

Alguns planos e prioridades mudam, mas que seja por decisão consciente e voluntária (às vezes também ocorrem fatores externos incontroláveis), não por desistência, inércia ou falta de comprometimento consigo mesmo.

É como no trânsito: defina onde quer chegar, determine a direção, escolha sua rota, calcule o tempo e, se for de carro, por exemplo, ele precisa estar funcionando bem e com combustível, certo?

Patrícia SchuindtOs 3 pilares para a realização.
Ler mais

Avanço sob medida – qual é seu método? Faça o exercício.

No comments

Se você pesquisar conteúdos sobre MÉTODOS PARA CUMPRIR METAS, ALCANÇAR SONHOS, TER MAIS FOCO, terá milhões de opções de leituras, dicas, etapas, passos, metodologias, segredos de sucesso.

Mas, porque será que mesmo com tanta informação de qualidade, algumas pessoas, ou muitas pessoas, ou a maioria das pessoas, não conseguem ou tem dificuldades de lidar com essas questões?

Acredito que buscar metodologias, ouvir especialistas e pessoas que conseguiram “chegar lá”, seja muito relevante, pois ajuda na elaboração de ideias, na criação de novas práticas e pode facilitar esse processo de mudança!
Mas, o grande ponto que gostaria de transmitir com esse texto é que para essas questões, definitivamente, não existe um padrão universal que funcione para todos. É preciso aplicar esses conhecimentos em sua vida, considerando o seu jeito de ser, o seu funcionamento, a sua personalidade, o seu momento de vida, a sua motivação. Por isso, crie o seu próprio método. Permita-se ter um tempo de construção.

Dedique, sim, um tempo para conhecer o que há no mercado em termos de metodologia e dicas, coloque em prática por fases e tenha novas ideias a partir disso. Continue a construção. Aqui o sentido é continuar, se adaptar. Entre em um processo e não espere respostas imediatistas de você mesmo.

E aí vem um segundo ponto: em momentos onde ocorre um erro, uma falha, ou em que algo não deu certo, muitas pessoas desistem e abandonam a intenção inicial e, assim, voltam aos dilemas e inércia diários. Talvez aí esteja a oportunidade de uma grande observação a se fazer – o que deu certo e o que deu errado? O que eu poderia continuar fazendo e o que eu preciso adaptar? Reforce as conquistas, por menores que pareçam. Não é possível percorrer 1 Km com apenas um passo, mas, com um passo de cada vez, você pode alcançar 1 Km, não é mesmo?

Mudar requer esforço! Nosso cérebro gasta energia quando novos hábitos estão sendo formados, mas à medida que vamos incorporando novas atitudes e atividades na rotina, ele pode ir automatizando aquilo, por isso, a ideia de insistir, mesmo quando ainda exista um esforço consciente.

Você se lembra de como foi quando começou a digitar no computador? Pense agora – como é hoje? A velocidade da digitação aumentou ao longo do tempo? Você precisa pensar em cada letra que vai escrever? Quanto mais as pessoas usam o computador, mais automático vai ficando.

O que facilita esse processo de transformação é a intenção. Toda vez que colocar metas para si, decidir focar em algo, estiver pensando em seu sonho, vale a pena ter muito claro – para que isso?

Qual é o motivo de colocar isso como meta? O que vai acontecer se eu conseguir permanecer mais focado? O que vai acontecer se eu conseguir persistir rumo ao meu objetivo? Escreva as respostas e mantenha em local visível ou que você acesse com frequência ideal para permanecer conectado a isso. O nosso cérebro precisa de lembretes, ajude-o da forma mais criativa que puder!!!

Agora, se você leu até aqui, topa uma brincadeira? Responda as seguintes questões:

 

O que posso fazer para não cumprir minhas metas?

Qual é o meu segredo para perder a concentração?

Qual o impacto positivo de gastar meu tempo com atividades sem utilidade, superficiais e que me desviam do que é importante para mim?

Agora tire a palavra “não”, da primeira pergunta. E responda novamente. Troque a palavra “perder”, por “manter”, na segunda. Responda novamente. Troque “positivo” por negativo na última. Responda novamente. Quais são seus pensamentos agora?

Escreva-os e transforme em ações!

estar disposto a errar para poder acertar.

Quais são os pensamentos que te vêm à mente? Escreva-os e transforme em ações práticas.

Ps. A foto foi tirada por minha mãe, Inês Kühl, que é costureira e sabe bem como fazer roupas sob medida – cada pessoa tem tamanhos e gostos diferentes e por mais que existam medidas padrão que dão ótimas roupas, ajustes finos para cada pessoa fazem a diferença.

Patrícia SchuindtAvanço sob medida – qual é seu método? Faça o exercício.
Ler mais