Reflexões de Carreira – porque não devemos seguir certos conselhos

No comments

Lembro-me bem de um dos conselhos que não segui, na época em que estava no colegial, prestes a escolher meu curso de faculdade. Uma professora muito querida e alegre – das melhores que já tive – me disse com boa intenção:

 – “Faça Biotecnologia, é a profissão do futuro!!!”.

 Apesar de toda força que ela colocou naquele conselho, pautada no que via como boas oportunidades profissionais futuras, no meu interior eu tinha um claro “não é isso que quero fazer, independente de ser ou não uma ótima oportunidade de mercado…quero fazer algo que tenha realmente a ver comigo”.

 O conselho dado estava totalmente focado em oportunidades externas do mercado, sem considerar outros fatores importantes para a escolha de uma carreira.

O fato é que, se eu seguisse aquele conselho de fazer Biotecnologia, eu estaria totalmente desconectada de quem eu sou, do que gosto, do que faço bem, de meus propósitos e interesses. Inclusive, depois tive a oportunidade de conhecer pessoas que cursavam Biotecnologia na faculdade onde estudei e pude concluir – definitivamente, aquilo não era pra mim! Era para outras pessoas, com outras habilidades, outros sonhos, outros interesses.

Apesar de não ter clareza exata do que queria naquele momento, alguns sinais e experiências me indicaram que boas opções para mim estavam entre Psicologia, Pedagogia, Administração e Música. Que difícil decidir! Continuei meu processo de investigação – busquei informações e autoconhecimento – até que optei por cursar Psicologia! Uma feliz escolha para mim, graças a Deus!

Escutar outras pessoas – suas ideias, conhecimentos, opiniões, é um ato inteligente e que pode trazer possibilidades antes não pensadas! Mas, seguir o que uma pessoa te diz para fazer, em qualquer área de sua vida, sem acessar o que realmente é importante para você e sem considerar diferentes possibilidades e informações, pode ser um grande erro. Como diz em Provérbios de Salomão, os conselhos / os conselheiros (atenção para o plural), são importantes fontes de sabedoria e segurança.

Para finalizar, aproveito para compartilhar  uma reflexão com você que está planejando sua carreira e quer tomar novas decisões.

 Você pode pensar em cada opção de atuação que está em dúvida e responder (busque informações!):

  1. Projeção de carreira – onde posso chegar?

  2. Qual a Rotina (horários flexíveis ou não, carga horária, dinâmica diária?)

  3. Qual é a atuação (ocupação, atividades e responsabilidades?)

  4. Como é o Ambiente de trabalho (que tipo de instituição, pessoas que vou lidar?)

  5. Qual o Retorno financeiro (qual a possibilidade de ganho imediato, médio e longo prazo?)

  6. Que Investimento precisarei fazer (tempo e dinheiro: fazer um curso, graduação, aporte em dinheiro?)

  7. Quais os Riscos dessa escolha (estou disposto a assumir?)

  8. Está alinhado aos meus valores, forças, propósito de vida, identidade?

Patrícia SchuindtReflexões de Carreira – porque não devemos seguir certos conselhos

Related Posts

A coragem de dizer não na carreira

Esses dias assisti a um filme que se chama “Um homem entre gigantes”. Ele conta a história, com base em fatos reais, de um médico legista, Dr. Bennet Omalu (Will Smith), que fez descobertas muito importantes sobre a relação entre danos cerebrais e o jogo de futebol americano. Ao diagnosticar um severo trauma cerebral de um jogador,

Crie um novo caminho em direção aos seus objetivos (e de sua equipe) – Série “O Novo Líder” (7)

Para você, quais são os pilares fundamentais para alcançar objetivos? Esse é o tema de hoje na série “O Novo Líder” e vou abordar aqui alguns aspectos que trago em meu e-book “Saia do Piloto Automático – crie um novo caminho em direção aos seus objetivos”. Ao longo do e-book, falo de três pilares que considero fundamentais para alcançar

Pensamentos Norteadores – o legado – Série “O Novo Líder (3)

Continuando a série “O Novo Líder”, no texto anterior, falamos sobre a mentalidade do líder. Sobre a importância de conhecer seus próprios pensamentos e comportamentos, para a partir daí transformar aquilo que faz sentido.  Nesse texto, quero falar nessa mesma linha, mas de forma mais específica a respeito de pensamentos norteadores e legado. As pessoas

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *