Crescimento e Resultados – Competências-chave

No comments

Que competências você precisa ter para obter o melhor desempenho em sua atuação?

E quais são as competências que precisam ser desenvolvidas para crescer? 

 

Essas são perguntas fundamentais que, tanto pessoas, quanto organizações, precisam responder.

 

Quando falamos de alcançar resultados, ter crescimento e ter o máximo desempenho, considerar quais são as Competências, técnicas e comportamentais, presentes hoje e quais são as competências que seriam necessárias em um cenário ideal, é um primeiro passo para que ocorra o desenvolvimento – ter a consciência do que precisa mudar e de onde quer chegar.

 

Para você que não está habituado a este conceito de Competências, um jeito simples de compreender, é o acrônimo CHÁ:

 

C – Conhecimento

H – Habilidade 

A – Atitude

 

A integração desses três elementos forma uma Competência.

Ter Conhecimento, é saber algo, ter a informação.

Ter a Habilidade, é ter a capacidade para fazer.

E ter Atitude é a disposição interna, o querer fazer, que se transforma em ação.

 

E por que quando falamos em Competências, associamos a esses três elementos integrados?

 

Porque não adianta ter conhecimento e ter habilidade para algo, se não há atitude para colocar em prática. Da mesma forma, quando você tem Atitude, precisa buscar o conhecimento e desenvolver a Habilidade. Ou quando tem a Habilidade e a Atitude, precisa desenvolver o Conhecimento. Por isso, quando de fato há o conhecimento, a habilidade e a atitude juntos é a Competência concretizada (e há diferentes níveis de uma mesma competência – por exemplo, o que se espera de um Gerente, com relação a Planejamento Estratégico, é diferente do que se espera de um Diretor).

 

Uma outra forma cotidiana de falar de competências é comparar ao Esporte. Vamos falar especificamente do Ciclismo. Você pode ter o Conhecimento sobre a bicicleta, saber da importância de manter o equilíbrio, pedalar, freiar…Mas, precisa também ter a Habilidade – capacidade intelectual e física para executar esses comandos. Por fim, mesmo com todo Conhecimento e Habilidade, se não há Atitude, você não vai sair pedalandoBicicleta por aí e não vai desenvolver sua Competência de andar de Bicicleta. Pode ter todo potencial para isso, mas não coloca em prática, por algum motivo. Agora, se os três fatores estiverem juntos, você vai aprender, treinar, se tornar cada vez mais competente na atividade. Assim também é em diversas outras situações. Aplique esse racional ao que você faz no cotidiano e perceba seu nível de competência no que você faz e o que precisa desenvolver. Lembre-se que tem níveis de Competência e que com Treino e Significado, é possível melhorar sempre.
Nós não somos bons em tudo, nem teremos todas as Competências de forma padrão – pois cada ser humano é único, tem sua própria Identidade. Por isso, conhecer a si mesmo é um passo importante para saber como desenvolver determinadas Competências necessárias para seguir em direção a um Propósito. Essa consciência de ter um Propósito, um sentido, é parte fundamental do processo de desenvolvimento. Isso se aplica a pessoas e organizações.

 

Portanto, se tenho um determinado objetivo, preciso refletir sobre quais são as competências necessárias para alcançá-lo. O que preciso desenvolver em mim ou em minha organização? 

 

A partir dessa consciência, é importante definir quais são os indicadores dessa Competência a ser desenvolvida. O que me dirá que sou Competente em meu Planejamento? Quais são os conhecimentos, habilidades e atitudes que preciso ter? E em Gestão de pessoas? Visão Sistêmica? Comunicação? O mesmo racional pode ser aplicado para outras competências.

 

 

Para desenvolver Competências, é necessário que ocorra um Processo de reflexão sobre esses aspectos (Propósitos, Identidade, Indicadores, Objetivos) e a Neurociência nos ensina que para que ocorram mudanças efetivas é preciso ter foco direcionado, aplicação de ações práticas e repetição consistente de novas ações. 

 

O que você pode fazer essa semana para avançar com relação a este assunto?

 

A R122 Coaching tem duas soluções que podem te ajudar nesse processo:

 

O Coaching Executivo (contratação pela empresa) e o Coaching Pessoal (contratação por pessoa física) para o desenvolvimento de competências e habilidades, ou para obtenção de objetivos específicos.

 

Agende uma reunião para conhecer nosso Processo e saber os benefícios de fazer Coaching para alcançar as mudanças que você quer!

Patrícia SchuindtCrescimento e Resultados – Competências-chave

Related Posts

A coragem de dizer não na carreira

Esses dias assisti a um filme que se chama “Um homem entre gigantes”. Ele conta a história, com base em fatos reais, de um médico legista, Dr. Bennet Omalu (Will Smith), que fez descobertas muito importantes sobre a relação entre danos cerebrais e o jogo de futebol americano. Ao diagnosticar um severo trauma cerebral de um jogador,

A merecida crítica ao “Coaching”

Sabemos o quanto o Coaching tem crescido no Brasil e o quanto ele é importante como metodologia de desenvolvimento de pessoas e realização de projetos. Ao mesmo tempo, tem surgido cada vez mais pessoas se levantando contra o “Coaching”. Algumas pessoas têm tido aversão à palavra Coaching e a tudo o que se relaciona a este universo. Tem até

Competências – Série “O Novo Líder (1)

Um dos principais motivos de procura do Coaching é a transformação da liderança. Tanto indivíduos que sentem que é o momento de se capacitar, quanto as organizações em seus programas de desenvolvimento. Dentre as principais questões que aparecem, está o seguinte fato: os profissionais, ao se destacarem em suas funções técnicas, por entregarem muitos resultados,

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *